A introdução da assistência robótica a laparoscopia, na última década, tem alterado significativamente a história da cirurgia urológica, minimamente invasiva. O Sistema Da Vinci de Cirurgia Robótica é o mais utilizado em todo o mundo e consiste em uma torre com 3 ou 4 braços mecânicos que movimentam os instrumentos cirúrgicos e uma ótica, os quais são introduzidos dentro do abdome do paciente

Estes braços são controlados pelo cirurgião, que se posiciona em um console, com uma visão tridimensional do campo cirúrgico, onde os movimentos dos dedos e dos punhos são convertidos em estímulos elétricos e computadorizados, de modo que são capazes de reproduzir, fielmente, os movimentos das mãos do cirurgião.

As principais vantagens em relação à cirurgia laparoscópica convencional são a visão tridimensional (em 2 planos na laparoscopia), movimentos de até 360 graus com os instrumentos, capacidade de reproduzir os movimentos das mãos, sem tremor e podendo controlar a velocidade do movimento, além da melhor ergonomia para o cirurgião, que opera sentado com os braços em posição relaxada.

Inicialmente o sistema robótico foi pensado para as cirurgias cardíacas, mas atualmente as cirurgias urológicas de próstata e rim são as que mais utilizam do Sistema Da Vinci. Nos centros onde a cirurgia robótica foi introduzida, a prostatectomia radical passou a ser realizada, majoritariamente, por esta técnica.

Em Belo Horizonte, temos o Sistema Robótico Da Vinci disponível para nossa utilização. O Dr. Mário Soto Júnior realiza as cirurgias urológicas pelo sistema robótico e está a sua disposição no consultório, para esclarecer e oferecer a você esta excelente opção no tratamento das patologias urológicas. Aguardamos seu contato.